segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Agosto

Gosto do gosto da boca
Da manhã de saliva com
Gosto de pressa
Da pressa à demora
Na espera do gosto da boca
Da noite encurtada pelo prazer,
do gosto dos corpos

Gosto do frio no início,
E do gosto do suor morno que a brisa leva
Gosto do gosto de gostar
De um acordar leve
De ver na boca o sorriso
Uma manhã
Um gosto de agosto
Que vai acabando

O gosto não sabe se fica
A gosto do tempo que vem
Do mês ficam-se os dias
Na espera da boca
Com gosto de além

Um comentário:

maikiara disse...

o amor eh lindo, e o Agosto tb ;)