quinta-feira, 6 de maio de 2010

Balelas

Do que você gosta? Como assim, do que eu gosto? Ah! Não sei... tô pedindo de forma geral, mas seja específica. Cara, você é estranho. Sou? É, você é muito estranho... Estranho como, explique! Você sempre aparece do nada com essa cara de perdido, mas que sabe muito bem onde quer chegar, só que você não me diz qual o lugar e vai sem mim. Você fica tentando me fazer acreditar nessas palavras que solta ao vento, no entanto, eu sei de coisas que desmentem todas essas chorumelas. Sua mãe me disse que você fala horas com ela ao telefone; comigo, nem mandava mensagem. Ué, mas o que você tá me cobrando, a gente nunca teve nada. É, eu sei que não, então pra que ficar me enchendo com suas conversinhas? Ah, agora eu é que não sei, eu gosto de você, mas... Não precisa falar mais nada, eu já entendi tudo. Entendeu tudo? Nem eu entendo... você e essa sua mania de ficar tentando adivinhar as coisas, de colocar palavras na minha boca. Tá, desculpa! Eu acho que é uma forma de defesa que eu tenho, tentar premeditar os acontecimentos pra não levar nenhum susto. Tudo bem, eu gosto de você mesmo assim. É, você gosta de mim e dos Stooges. Viu, já é alguma coisa. Eu também gosto deles, mas preferia a versão curitibana do Iggy Pop, o Oneide Deedrich... haha... lembra o show que a gente foi? Lembro, a gente ainda não se conhecia direito, eu nem gostava dos caras, mas fui por tua causa. Pois é, naquela época você ainda fazia coisas que me agradavam, me acompanhava nos lugares, não tinha vergonha, demostrava seu afeto publicamente. Eu mudei... É, eu sei que você mudou, mas certas coisas ainda continuam exatamente iguais. É? Como o quê? Como o fato de que mesmo estando com outra pessoa você não perde a oportunidade de olhar pro lado, de flertar com outras meninas, iludir, você nunca tá sozinho, mas uma companhia só não te basta, mesmo se as outras forem platônicas. Você realmente é estranho. E você leva tudo muito a sério, aliás, já disse que sonhei contigo essa noite e que você tá linda hoje. Não disse?! Viu só, fale sério comigo! Não temos mais nada! Aliás, não gosto desse seu tom de dom juan... Nossa, eu nem falei nada nesse sentido. Que sentido? Esse que você tá pensando! Tudo bem, mas daqui pra frente só me faça perguntas sobre o tempo, o trabalho, a família e... ponto! Ah, como você é exagerada. É, sou mesmo. Tá bom, se você quer assim. Quero! Ok, mas posso te pedir uma coisa? Pode! Quero te mostrar um filme que vi hoje, aquele último do Woody Allen, Tudo Pode Dar Certo. Pode? Aham!


---------------------------------------------------------------------------------

Do que as mulheres gostam? Nossa, acordou inspirado hoje, mas tá atrasado, a Nancy Meyer já fez um filme com esse título há quase uma década. Engraçadinha, tô falando sério, do que vocês gostam, quando tão lá, na hora H, hein? Você já foi mais sutil... Relaxa, hoje é sexta. Tá tranquilo no escritório, pega um café e me conta. Você me vem com cada conversa, por que não para de me atazanar, entre num desses blogs de aconselhamentos e troque uma ideia com outros mancebos. Ah, como você é certinha e cheia de nove horas, tô aqui tentando levar um papo bacana contigo, qual o problema da gente falar sobre isso? Você não é moderninha?! Vamos, mostre que sim e me ajude a te entender, ops, digo... entender vocês. Olha, pra você não ficar falando besteira, vou te dizer... a gente gosta de homens sensíveis, que vão com calma, mas que tenham pegada. Nada de trogloditas apressadinhos. Ihh... vocês e essas conversinhas moles, esses papinhos furados. Ei!!! Calma aí, sabichão. Você me pediu e eu tava respondendo... quer saber, vai dormir!!! Ai, que dodóizinho que você é. Não é isso, mas você que pediu, então por que não escuta? Tá bom, tá bom, continue... Somos como vocês, também queremos sentir prazer, mas é muito mais difícil, mais complexo, mais trabalhoso, por isso que o homem tem que prestar atenção, ter sensibilidade, ser paciente e incisivo. Nossa, falou, falou, falou e não disse nada objetivo. E quem disse que somos objetivas? Ué, tem mulheres que são... É verdade, tem mulheres que são mais fáceis de se entender, mais certeiras, afinal não nascemos de uma única receita. Então fale por você, você que é complicadinha e nhé nhé nhé. Ai, como eu te odeio! Pra uma pergunta evasiva, uma resposta no mesmo tom... Tá, vou ser mais preciso, fale de você. Eu já falei! Posso te dizer uma coisa? Você tem cara de quem usa lingerie branca, com lacinho, mas que... Hahaha, você me mata! Você não sabe nada de mim e... me faz um favor?! Vá trabalhar!!!! Tudo bem, mas, então antes me diga, é preta??
Lola.

9 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

O dialogo é tão perfeito e corriqueiro que até parece que a gente mesmo que está falando. Acho que todos já passamos por uma situação dessas.
Beijos

Daniel Savio disse...

Parece que é até um psicopata que pede sempre a atenção, mas nunca realmente dar a atenção que exige...

Fique com Deus, menina.
Um abraço

Graci Polak disse...

Haha... Muito bom!

Acho que os dois são meio psicopatas, como todo mundo!

Mulheres de Atenas disse...

Será que achar um diálogo assim absolutamente possível me torna uma psicopata? hehehe
Bjs

BelaCavalcanti disse...

"Como o fato de que mesmo estando com outra pessoa você não perde a oportunidade de olhar pro lado... mas uma companhia só não te basta, mesmo se as outras forem platônicas." BOBA, BOBA, BOBA!!! COMPANHIA PLATONICA NAO EXISTE! EU APOSTO QUE ELA (A COMPANHIA PLATONICA),É FELIZZZZZ, TEM UM CARA LINDO E REAL AO LADO... E ENXERGA O CARA PLATONICO APENAS COMO UM AMIGO QUERIDO E DIVERTIDO :)
Nao seja boba e va ser felizzzzzzzzz!
ps- ou venha para europa que nos te ensinamos a viver um dia de cada vez kkkkkkkk

Mulheres de Atenas disse...

eh, o msn nosso de cada dia.
para mim também faz todo o sentido.
foi real a conversa? eu seria capaz de apostar no interlocutor. heheheh

maikiara disse...

hahaha, show de bola, a lingerie bca foi tdo, hehe...

mto bommm!

Três Egos disse...

Que ódio mortal de pessoas que se fingem de sonsas, nos elogiam, querem que a gente ceda algum dia, mas não desitem dessa vida cafajeste. Vontade de explodi-los! rsrsrs... Brincadeira! Em parte...

Beijo!

Amor feito Poesia disse...

Bem vinda e obrigada por vir.

" Um amigo é alguém que sabe a
canção que toca no teu coração,
e que pode cantá-la quando tiveres
esquecido a letra "


Beijos de coração prá coração!