quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Gota

No capítulo de hoje peço desculpas por não ser a Mulher-Maravilha, nem a mulher-Carinhosa, muito menos a Mulher-Perfeita.

Peço perdão por mostrar de menos, por querer de menos, por ser pouco. Peço desculpas, no capítulo de hoje, por não compreender por que você diz que me entende, mas ainda assim exige.

No capítulo de hoje, peço perdão por ser humana, por ser feita de lágrimas, carne e osso e pouco suor e sangue.

4 comentários:

Leonardo B. disse...

[das gotas, a gota humana, que não se desfaz no tempo]

um imenso abraço,

Leonardo B.

Maris Morgenstern disse...

isso me lembra a peça "a doutora Magda" de Maria Jacinta.
Conhecem?

♠ Lola Rodrigues... disse...

Pesarosamente bonito...

Mulheres de Atenas disse...

Tem dias em que somos humanas em demasia... Também peço perdão por ser assim...